4ª Mostra Científica Ecoinovar

Título do Artigo

O ensino de arte enquanto disparador para a formação de uma sociedade sustentável
  Abrir Trabalho

Vídeo


Professor Coordenador

Nome
1 - Sara Beatriz Eckert Huppes
EMEF Reverendo Alfredo Winderlich - Professora de Anos Finais e EJA

Professor Colaborador

Nome
Celma Pietczak
Michelle Turra

Autores

Nome
Alice Coelho Lied
Nicolas Nunes Menezes

Escola

EMEF Rev. Alfredo Winderlich

Tipo de Ensino

Pública

Categoria

Ensino Fundamental

Reumo

Esta escrita visa relatar uma experiência educacional a partir da arte em tempos de ensino remoto. A educação precisou ser reinventada em âmbito mundial, por causa da pandemia (Covid-19). A rede municipal de educação de Santa Maria- RS, propôs que este trabalho, esta nova forma de educar, se desse de maneira interdisciplinar. Para facilitar a organização, na EMEF Reverendo Alfredo Winderlich, optamos em trabalhar por áreas do conhecimento, de acordo com as orientações da BNCC (Base Nacional Curricular Comum). São elas: Linguagens e suas Tecnologias, Matemática e suas Tecnologias, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Ciências Humanas e Sociais aplicadas. As temáticas foram escolhidas mensalmente, a cada mês uma área sugeriu um tema a ser trabalhado durante todo o mês. Assim, no mês de julho a temática sugerida foi “Meio Ambiente”, em outubro o tema volta a ser abordado, mas com foco nas “Queimadas no Pantanal”. O componente Arte (área de Linguagens e suas Tecnologias), tem sido fundamental para provocar o pensamento em relação às questões ambientais, sendo disparador para os questionamentos da área nas aulas assíncronas, convidando os alunos a repensarem sua relação com a natureza, a quantidade de lixo produzida em suas residências, o destino correto de resíduos, bem como, maneiras de criar, produzir arte sem ferir a natureza, dentre outras possibilidades. Propondo uma mudança no comportamento social. Estas propostas foram possíveis a partir de obras como “Caçamba” e “Pets” do artista brasileiro Eduardo Srur, “Retratos do Lixo” de Vik Muniz, retratos em papelão de Mark Langan, os grafites de Mundano, dentre outros. Também exploramos o uso da arte como forma de protesto a partir de obras do Greenpeace. Sugerimos que criassem algo dentro do que propõe a Land Art, ou seja, criar com a natureza, sem devastar, reorganizando visualmente o que ela nos oferece, as produções dos estudantes foram compartilhadas nas redes sociais de escola.

Palavras Chave

Educação, Arte, Sustentabilidade


Comentários

Juliane - 20/11/2020 às 14:21

Parabéns!

Jordana Marques Kneipp - 20/11/2020 às 00:17

Parabéns pelo projeto ao trazer a arte como promotora da sustentabilidade! Muito bom!

Kamila Frizzo - 19/11/2020 às 17:44

Parabéns!! Excelente trabalho!!

João Vicente Rigo - 19/11/2020 às 13:23

Parabéns aos profissionais da área, trabalho muito bem desenvolvido!! Excelente.

Elisane Scapin Cargnin - 19/11/2020 às 13:21

Que lindo!! Parabéns a todos envolvidos!

SIRLEI GLASENAPP - 19/11/2020 às 10:39

Parabéns! A arte como meio de mostrar a realidade. Muito Bom

Medianeira dos Santos Garcia - 19/11/2020 às 10:36

Parabéns às professoras e aos estudantes! Linda proposta interdisciplinar, um trabalho com temas urgentes abordados com a sensibilidade das diferentes linguagem. Propostas que encantam!

João Antônio Gomes Pereira - 17/11/2020 às 16:49

Excelente combinação e articulação para promover o ensino e aprendizagem sobre a temática proposta. Parabéns a todos e todas. Continuem.